Contato : +33 (0)4 42 26 40 34 WhatsApp : +33 (0)6 09 01 49 97

Maria Caniati é uma jovem ítalo-brasileira que estudou na Inglaterra e Espanha, mas que escolheu a França para viver.

Em cinco anos vivendo na França conheci muita gente, entre eles vários brasileiros que continuam por aqui ou que voltaram para o Brasil. A primeira brasileira que encontrei em terras provençais foi a Laura, professora de português do Nicolas e mãe de duas moças, uma delas, a Maria decidiu ficar em solo francês. Filha de mãe brasileira e pai italiano Maria nasceu em Santos, São paulo, e veio para a Europa com 17 anos para fazer faculdade. Hoje, com 25, ela tem no currículo dois anos de intercâmbio (um ano de estudo na Inglaterra e outro na Espanha) e dois mestrados: o primeiro em Comunicação Social e o segundo em Negocios Internacionais e Informação Estratégica. Maria trabalha como assessora de imprensa do Festival de Arles e é com ela que inauguramos esta coluna dedicada a entrevistar os brasileiros que escolheram e adotaram, por uma razão ou outra, a vida na Provence.
  • Como você veio parar no sul da França ?
    Vim passar o baccaleauréat (equivalente ao vestibular).
  • Por quê Aix-en-Provence ?
    Foi a cidade onde havia um internato disposto a me acolher : La Nativité.
  • Quais os motivos de alegria depois que saiu do Brasil ?
    Todos os dias me dão motivos para ser feliz.
  • Quais os motivos de tristeza depois da partida ?
    Tristeza podemos ter em qualquer lugar do mundo. É independente do territorio onde se vive.
  • Hábito que adquiriu na França : Pontualidade.
  • Do que mais sente falta em relação ao Brasil? Da paçoca!
  • Qual a língua que você fala dentro de casa? Com o cachorro, português.
  • Se seu companheiro é estrangeiro, ele fala português?
    O namorado está tentando aprender. Por enquanto s? sabe: Bom Dia, Beijo, Vamos sair?! , Cafuné, Cutuca!!
  • Qual a maior dificuldade vivida por aqui? O longo inverno.
  • Quais as facilidades francesas que não existem no Brasil e que são fundamentais na sua vida hoje? O seguro social e a escola pública.
  • Na cozinha, qual é a culinária que manda a brasileira ou a francesa?
    A minha. Mistura das duas.
  • O que você faz quando fica com vontade de comer algo que s? dá para fazer no Brasil?
    Vou na Maison du Brésil em Marselha e mato a vontade.
  • Qual é a primeira coisa que encomenda quando alguém da família ou um amigo vem da terrinha lhe visitar? Biquinis e calcinhas.
  • Qual é o passeio que recomendaria para um amigo que não conhece a Provence?
    Les calanques de Cassis.
  • Qual é o restaurante que recomendaria para o mesmo amigo?
    Geisha, 53, na avenida Cours Mirabeau em Aix en Provence.
  • E para comer seria o quê? Tartare de saumon.
  • Qual é a melhor opção : hotel, casa de h?spedes ou gîte? Sempre acolhi amigos em casa…
  • Você pensa em voltar para o Brasil?
    Já tentei voltar. Fiquei 10 meses no RS. A experiência foi péssima. Fiquei desapontada com o mundo do trabalho, com o sistema social e com as relações humanas no Brasil. Não penso em voltar tão cedo.

Procurando hospedagem ? 

Clique aqui e veja com quem trabalhamos: Booking. 

A nossa assessoria é gratuita para todos os clientes que optam por se hospedar com os nossos parceiros. Além de contar com a consultoria de quem conhece e mora na Provence, você não paga mais nem um centavo por isso.

Aguardamos o seu mail caso tenha alguma dúvida de como funciona o nosso serviço: site@naprovence.com.

Tags:, , , , ,

Deixe um comentário

Nota: Os comentários no site refletem as opiniões de seus autores, e não necessariamente as opiniões do portal de internet NaProvence. Você deve abster-se de insultos, palavrões e expressões vulgares. Reservamo-nos o direito de excluir qualquer comentário sem aviso prévio ou explicações.

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são assinados com *