Contato : +33 (0)4 42 26 40 34 WhatsApp : +33 (0)6 09 01 49 97

Bate-e-volta à Paris para votar pela primeira vez no exterior, com esticadinha na Mobi Boom.

As 7h45 entramos no TGV para chegar em Paris quase três horas depois. Mais um momento para pensar na escolha que faria daqui a alguns minutos: votaria pela primeira vez desde que me mudei para a França em setembro de 2004 e para isso precisava ir até o Consulado. Não, não existe um Consulado em Aix ou Marselha e qualquer demanda administrativa passa por Paris, mesmo que você esteja a setecentos quilômetros como é o meu caso. Mas a viagem de trem foi apenas uma etapa de um dia longo e cansativo, a angústia maior era o voto em si. Acompanhar uma eleição presidencial fora do Brasil não é simples. Mesmo com a Globo em casa, não é possível acompanhar os debates, as notícias, os escândalos e as gafes envolvendo os candidatos. Os horários da programação não são os mesmos e consequentemente o peso e o tratamento das notícias também. O Bom Dia Brasil é exibido ao meio-dia, o Jornal Nacional passa depois da uma da manhã, quando já estou no sétimo ou oitavo sono e o se começar a ver o Jornal Hoje quinze minutos depois da vinheta de abertura, vou ver dicas de como arrumar a casa, receitas, passeios pelo Brasil e matérias sobre a moda. Enfim, a linha editorial continua leve como deve ser um jornal de meio-dia, mesmo que seja transmitido no exterior às seis da tarde. Sobre as eleições ouvi muito pouco ou quase nada. Ou seja, depende do interesse mesmo, de cada um, procurar saber pela internet o que apresentam os canditados, as propostas e soluções apresentadas para os problemas que ainda enfrentam os brasileiros. E como muitos amigos decidiram não votar – e para isso eles têm uma ótima justificativa: a distancia – contei apenas com as informações limitadas à minha família. A escolha foi feita, agora era só se dirigir ao número 64 da avenida Franklin Roosevelt e esperar na fila. Por pouco tempo, diga-se de passagem. Entrei, peguei o meu título novinho em folha e fui para a segunda fila que andou ainda mais rápido. Mais uma assinatura e lá estava eu diante da famosa urna eletrônica procurando o rosto que representava a minha escolha e toda a minha esperança em um Brasil que vai continuar crescendo e melhorando a cada dia. No exterior, votamos apenas para presidente e dois cliques depois confirmava a minha participação. Votar é uma obrigação, mas sai do Consulado com o bom sentimento do dever cumprido.

Era meio-dia e tínhamos Paris toda pela frente. Depois de um brunch delicioso e à vontade no Toi, seguimos para o museu de Artes Decorativas, onde estava sendo realizada a exposição Mobi Boom, l’explosion du design en France. Cadeiras, luminàrias, sofás, escrivaninhas e outros mòveis  criados por grandes nomes do designer francês como Olivier Mourgue, Serge Mouille, Mars Berthier e Pierre Paulin, expostos com status de obra de arte. Entre as peças de maior destaque a coleção Djinn de Olivier Mourgue. Lembra da famosa poltrona vermelha que decorava a sala da estação espacial em “2001, uma odisséia no Espaço” de Kubrick? Essa mesma, em aço, mousse e tecido macio. Uma revolução em termos de tecnologia, conceito e gosto para a época. Nesse período, os franceses se afastam da seriedade dos móveis de design mais sóbrios para deixarem a leveza e as cores invadirem a sala e todos os outros cômodos, como pudemos ver nos outros cinco andares do museu, onde a coleção permanente mostra móveis, objetos de decoração, quadros e louça da Idade Média até os nossos dias. Pagamos 13€ para ver todo o museu que é uma visita obrigatória para os fãs de design.  Ah! E se você não votou, o prazo para justificar a sua a ausência é de sessenta dias, o que também é obrigatório no segundo turno.

Procurando hospedagem ? 

Clique aqui e veja com quem trabalhamos: Booking. 

A nossa assessoria é gratuita para todos os clientes que optam por se hospedar com os nossos parceiros. Além de contar com a consultoria de quem conhece e mora na Provence, você não paga mais nem um centavo por isso.

Aguardamos o seu mail caso tenha alguma dúvida de como funciona o nosso serviço: site@naprovence.com.

Tags:, , , , , ,

Deixe um comentário

Nota: Os comentários no site refletem as opiniões de seus autores, e não necessariamente as opiniões do portal de internet NaProvence. Você deve abster-se de insultos, palavrões e expressões vulgares. Reservamo-nos o direito de excluir qualquer comentário sem aviso prévio ou explicações.

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são assinados com *