Tel: +33 44 226 4034 • Cel: +33 60 901 4797 • Fax: +33 44 227 2862 site@naprovence.com
Horário local: 05:30 hrs • Atendimento em horário comercial (das 9:00 às 17:00 hrs)

Agência de Viagem

 
Escolha uma Página

Les-Baux-de-Provence e Valensole descritos pela Adriana Barundi, do Carrossel de Sonhos.

Alugue o seu carro conosco. Saiba como aqui! 

“O terceiro dia que passamos na Provence foi um pouco mais calmo, mas nem por isso menos interessante…Saímos do nosso QG em Aix rumo a Les-Baux-de-Provence, a 90 km de distância. Fizemos o nosso roteiro a partir do dia das feiras nos vilarejos como foi recomendado tão bem pelo Jorge, do blog Giramundo. Assim como conhecemos Gordes em uma terça-feira, deixamos para conhecer Les Baux em uma quinta-feira. Realmente nesses dias os vilarejos tem mais vida, mais energia, e muito mais turistas. Mas tenho que confessar que no quesito feira, eu fico com a de GORDES em primeiro lugar!!! Não sei se foi por ser o meu primeiro vilarejo, a minha primeira impressão realmente provençal, sabe?!

Em seguida partimos para conhecer Les-Baux-de-Provence, um vilarejo medieval em tons de bege claro com direito a um castelo e as suas ruínas. Cada vilarejo é único por isso é tão difícil classificá-los ou elegê-los. Fico com todos e com cada sensação especial que tive em cada um deles. A cidade estava bem agitada e a feira não acontece nas ruas com barracas montadas como nos outros vilarejos, mas dentro dos estabelecimentos porque as ruas são bem estreitas e irregulares tendo uma beleza ímpar! Fomos conhecendo o vilarejo, com calma, entre as muitas vielas de pedra até que chegamos ao Châteaux des Baux. Sua entrada é magnífica, repleta de bandeiras e ao lado muitas lojinhas exploram o comércio de armaduras e produtos medievais (muito divertido pra quem já jogou RPG !!!). Tinha uma fila bem grande e estava muito quente, sendo assim decidimos procurar algum cantinho para saborearmos um bom crepe na sombra. Ficamos ali vendo aquela multidão de turistas indo e vindo…e chegamos a conclusão de que seria muito mas muito mais interessante irmos visitar uma das maiores atrações da Provença: a Cathedrale d´Images. Esse local era  uma antiga e enorme pedreira de pedra calcária e bauxita com aproximadamente 4.000m² cujas colunas medem até 12 m de altura e que se transformam em telas gigantes onde são projetadas imagens de grandes artistas como Cézanne, Van Gogh e Picasso (artista homenageado no ano que visitei o lugar). Cada apresentação dura, em média, entre 30 a 40 minutos, mas você pode ficar ali o dia todo se quiser. Tenho que confessar que pra satisfazer meu desejo de observação pessoal e fotos, muitas fotos, assisti quase quatro vezes a apresentação de diferentes ângulos. Achei tudo fantástico: para apreciar por completo você tem que desbravar a “catedral”, percorrê-la…mágico! Depois deste espetáculo nos despedimos de Les-Baux-de-Provence.

Quem vê muita lavanda, quer ver mais, certo?! Pelo menos, pra mim, nunca é demais e por isso resolvemos dar uma passadinha em Valensole, que de acordo com meu guia “Top 10 – Provence”, é a região responsável pelos maiores produtores lavanda. E lá fomos nós, seguindo entre estradinhas por mais 100 km. Chegamos ao nosso destino depois de subir muitas montanhas. Essa sim, parecia uma cidade fantasma. Não tinha ninguém nas ruas e vi apenas uma única lojinha vendendo sabonetes em formato de cigarra e sachês de lavanda. A única coisa que fizemos por lá foi apreciar a bela vista do vale com as plantações de lavanda. Todos campos eram propriedades privadas, nada na beirinha da estrada, sabe?! Mas valeu…só pela vista! No meu guia constava que havia um museu da lavanda na cidade…como estávamos bem cansados (mas satisfeitos!!!)  – e ainda teríamos 80 km pela frente até nosso hotel em Aix – resolvemos levantar acampamento. Na Provença, você percorre 80 km em uma hora ou mais, mas se nao tiver pressa passe pelas estradas secundárias, além de se livrar de caminhões, tratores, etc, vai se encantar com os vinhedos, campos de lavanda, de girassol…E assim nos despedimos de Valensole juntamente com o pôr do sol…”

Texto e fotos de Adriana Barundi do Carrossel de Sonhos.

Procurando hospedagem ? 

Clique aqui e veja com quem trabalhamos: Booking. 

A nossa assessoria é gratuita para todos os clientes que optam por se hospedar com os nossos parceiros. Além de contar com a consultoria de quem conhece e mora na Provence, você não paga mais nem um centavo por isso.

Aguardamos o seu mail caso tenha alguma dúvida de como funciona o nosso serviço: site@naprovence.com.

Compartilhe o encanto da Provence!Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Pin on Pinterest
Pinterest
0Email this to someone
email

3 Comentários

  1. Maria Ruth Scalise

    Poderia me dizer em que época do ano v. esteve na Provence? Obrigada

    Responder
    • Anatê Merger

      Ola Maria Ruth, tudo bem? Eu moro aqui ha oito anos, Maria. Para entrar em contato com a Adriana que escreveu o post visite o blog dela o Carrossel de Sonhos. Um abraço!

      Responder
      • Carol

        Anatê, adoro esse site. Parabéns. É uma delícia de ler. Estarei na Provence na última semana de Outubro com a minha família. Estou com receio de programar passeios que não terão muita graça nessa época. Teria alguma dica, por favor? Obrigada!

        Responder

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.