Contato : +33 (0)4 42 26 40 34 WhatsApp : +33 (0)6 09 01 49 97

A exposição “Le rêve de la couleur” de Friedensreich Hundertwasser.

“São quatro salas surpreendendes com uma explosão de verdes, azuis e composições em cores fosforescentes, em desenhos simples com toques de dourado e prateado que lembram o próprio metal derretido. São cores que iluminam, que retumbam, que vibram! Além de pinturas, algumas bem figurativas do início de sua carreira também estão expostas serigrafias e tapeçarias, sim tapeçaria! Delirantes, vivas e coloridas, “enormes”, não somente pelo tamanho, mas no sentido da palavra em francês – extraordinárias! Hundertwasser também foi arquiteto e militante ecologista. O humano e seu ambiente foram o centro de suas obras. Ele fez prédios com árvores nas janelas e criou o manifesto Ton droit à la fenêtre (Teu direito à janela) em que numa habitação coletiva, as pessoas deveriam ser mestres do que esperar de sua janela, quem concebe um imóvel deveria levar em conta os desejos de quem vai lhes ocupar. Com outros arquitetos ele criou imóveis sociais originais com alinhamentos irregulares de janelas, linhas ondulantes, integração de árvores nas sacadas e claro, suas cores explosivas. Um projeto inspirado na filosofia do artista propõe ateliers para mulheres do bairro Belsunce, no centro de Marseille. A ideia da associação Viens à Marseille é trabalhar o tema da janela e motivar os moradores e comerciantes a colocar floreiras em 600 janelas, revitalizando o bairro.  Em paralelo, a biblioteca Alcazar, ela mesma no bairro Belsunce, propõe uma exposição de livros e posters originais do artista. Próximo ao Grand Magasin, um novo espaço cultural com café/restaurante solidário, que está em fase de construção, o Petit Magasin, um estabelecimento revitalizado para receber uma centena de selos criados pelo artista onde o visitante é convidado, com a juda de uma lupa, a conhecer esses quadros miniaturas. Depois da visita é possível fazer uma pausa café num terraço com direito a cup-cakes et cheescakes. Além de encontrar em diversos produtos para levar para casa um pouco das cores de Hundertwasser.

“Certains disent que les maisons sont?faites de murs. Je dis qu’elles sont faites de fenêtres.” – “Alguns dizem que as? casas são feitas de paredes. Eu digo que elas são feitas de janelas.” Olhando as obras e seus desenhos de casas simples fica a reflexão de uma amiga que estava comigo: “na vida o mais importante é amar e ser amado e uma casa em meio ao verde.” Coisas simples, tão difíceis de alcançar hoje em dia.

A colorida exposição “Le rêve de la couleur” do artista austríaco Friedensreich Hundertwasser está no Centre de la Vieille Charité, no coração do antigo e mítico bairro du Panier de Marselha até 9 de setembro, das 10h às 18h, exceto na segunda-feira (na sexta-feira ela abre até às 22h). O custo é de 8 e 5 euros (reduzida) e a visita comentada (que ainda voltarei para fazer), sai por 3 euros. Mais fotos das obras do artista, aqui.”

Texto de Fernanda Souza do  Exquisio Teorias

Procurando hospedagem ? 

Clique aqui e veja com quem trabalhamos: Booking. 

A nossa assessoria é gratuita para todos os clientes que optam por se hospedar com os nossos parceiros. Além de contar com a consultoria de quem conhece e mora na Provence, você não paga mais nem um centavo por isso.

Aguardamos o seu mail caso tenha alguma dúvida de como funciona o nosso serviço: site@naprovence.com.

Tags:, , , ,

Deixe um comentário

Nota: Os comentários no site refletem as opiniões de seus autores, e não necessariamente as opiniões do portal de internet NaProvence. Você deve abster-se de insultos, palavrões e expressões vulgares. Reservamo-nos o direito de excluir qualquer comentário sem aviso prévio ou explicações.

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são assinados com *