Tel: +33 44 226 4034 • Cel: +33 60 901 4797 • Fax: +33 44 227 2862 site@naprovence.com
Horário local: 00:48 hrs • Atendimento em horário comercial (das 9:00 às 17:00 hrs)

Agência de Viagem

 
Escolha uma Página

Entrevista com Amanda Medeiros

Bióloga formada na UFRN, Amanda aceitou o nosso convite para falar um pouco sobre a experiência de viver na Provence. Ela se se apaixonou pela região depois de morar em Marseille por um ano e meio, durante um estágio do doutorado. Hoje, casada com um francês, apaixonada por artes e música, conheça melhor a Amanda nessa entrevista.

Nome: Amanda Medeiros

Idade (opcional) : 33 anos

Profissão : Bióloga

Cidade natal : Natal – RN

Filhos (sim ou não e quantos) : Não

Como você veio parar no sul da França ? Pela primeira vez, para fazer um estágio durante meu doutorado. Depois voltei definitivamente porque me casei.

Por que Aix-en-Provence (ou Marseille ou Velaux ou …) ? A localização do laboratório onde fiz meu estágio era em Marseille.

Quais os motivos de alegria depois que saiu do Brasil : Qualidade de vida, estar em um contato maior com a arte.

E os motivos de tristeza depois da partida : Saudades da família e dos amigos, além da culinária.

Hábitos que foram adquiridos na França : Olhar a previsão do tempo antes de sair de casa, consultar o horário do transporte público para planejar meu cotidiano, comer queijo de cabra…

Do que mais sente falta em relação ao Brasil ? Família e amigos

Qual a língua que você fala dentro de casa ? Francês

Se seu marido (mulher) é estrangeiro ele fala português ? Meu marido é francês e não fala português.

Quais as maiores dificuldades vividas por aqui ? Estar longe de tanta gente importante pra mim, me expressar com a riqueza com a qual eu posso me expressar em português

Teve problemas para resolver a papelada e conseguir o visto de permanência ? Não

Você continua exercendo a mesma atividade ou passou por uma reconversão profissional ? Provavelmente irei passar por uma reconversão. Ainda estou elaborando meu projeto profissional.

Foi difícil encontrar um emprego ? Ainda não tenho.

Quais as facilidades francesas que não existem no Brasil e que são fundamentais na sua vida hoje ? Fundamental, nada, mas poder saber os horários nos quais posso utilizar o transporte público ajuda demais no dia-a-dia.

Na cozinha, qual é a culinária que manda a brasileira ou a francesa ? Brasileira.

O que você faz quando fica com vontade de comer algo que só dá para fazer no Brasil ? Eu tento adaptar.

Qual é a primeira coisa que encomenda quando alguém da família ou um amigo vem da terrinha lhe visitar ? Cuscuz e feijão preto.

Qual é o passeio que recomendaria para um amigo que não conhece a Provence ? Cassis – Cannes – Nice – Baux de Provence – Gorges du Verdon – Fontaine de Vaucluse.

Qual é o restaurante que recomendaria para o mesmo amigo ? Ambassade de Bretagne.

E para comer seria o quê ? Não como muito em restaurantes tipicamente franceses. Mas na ambassade, os pratos bretões são muito bons!

Qual receita você levaria para o Brasil com você ? Uma preparação que a madrasta do meu marido faz, com marrom (castanha portuguesa)  bacon e cebola. Não lembro se há um nome específico para isso.

Você tem algum vinho preferido ? Em relação ao local de produção, gosto muito do Pinot Gris produzido na Alsácia e do rosê de Bandol.

Qual é a melhor opção para indicar a um amigo : hotel, casa de hospedes ou gîte ? Depende do que cada um procura. Hotel garante uma qualidade padrão.

O que você não recomendaria de jeito nenhum ? Ir às imediações no norte de Marseille.

Você teve alguma experiência ruim na França ? Foi muito difícil adaptar-me ao código de comportamento francês, e, quando falava quase nada, tive que escutar muitas vezes que ‘na França se fala francês’, o que foi muito desagradável.

Já sofreu preconceito por ser estrangeiro ? Eu já senti isso, mas nada que me prejudicasse em alguma demanda administrativa. Talvez tenham dificultado, mas jamais impedido…

Você volta ao Brasil com qual frequência ? Cheguei de forma definitiva há 4 meses, ainda não posso responder.

Você pensa em voltar definitivamente para o Brasil ? Por enquanto, não.

Muito obrigada Amanda e seja bem-vinda na Provence!

Procurando hospedagem ? 

Clique aqui e veja com quem trabalhamos: Booking. 

A nossa assessoria é gratuita para todos os clientes que optam por se hospedar com os nossos parceiros. Além de contar com a consultoria de quem conhece e mora na Provence, você não paga mais nem um centavo por isso.

Aguardamos o seu mail caso tenha alguma dúvida de como funciona o nosso serviço: site@naprovence.com.

Compartilhe o encanto da Provence!Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0Email this to someone

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *