Contato : +33 (0)4 42 26 40 34 WhatsApp : +33 (0)6 09 01 49 97

Como mandar o seu dinheiro para o exterior?

Mandar o seu dinheiro para fora do Brasil parece complicado, mas não é.

Para que a transação seja feita na legalidade, a instituição deve ser autorizada pelo Banco Central. Ordem de pagamento e os Correios são outras possibilidades, além dos bancos tradicionais.

Veja quais são as formas de pagamento que os clientes da agência Na Provence mais utilizam*:

Western Union

Fundada há 160 anos, é líder no envio e recebimento de dinheiro para o exterior. A rede que atua em 200 países possui mais de 500 mil pontos de atendimento e 100 mil ATMs/quiosques ao redor do mundo. É através de um deles que um cidadão sem conta bancária pode enviar dinheiro para qualquer pessoa em outro país. Para retirar, o beneficiário terá de ir ao posto de atendimento da Western Union mais próxima para receber o valor em mãos. Você disponibiliza o dinheiro no Brasil e o destinatário recebe em dinheiro na outra ponta.

No Brasil, a Western Union possui cerca de 12 mil pontos de atendimento, incluindo as lojas próprias e redes de correspondentes, como Riachuelo, Gazin e os bancos Bradesco e Banco do Brasil.

Os custos ficam a cargo do remetente. Ou seja: quem saca o dinheiro não paga qualquer taxa para retirá-lo na agência. Antes de realizar a operação, é possível fazer simulações prévias para ver qual será o valor da taxa de transferência.

Transferência bancária

É quando o cliente vai até o seu banco a fim de realizar uma transferência para uma conta em outro país. Nesse caso, tanto o remetente quanto o beneficiário precisarão ter contas correntes. A transação realizada receberá o nome de “ordem de pagamento”. Uma desvantagem dessa opção é o custo: tanto o remetente (quem envia) quanto o beneficiário (quem recebe) pagarão pela transação. Aqui é preciso informar, além dos dados do beneficiário, o chamado Swift/IBAN (código do banco pelo qual o beneficiário vai retirar o dinheiro).

Dinheiro vivo

As pessoas podem sair do Brasil carregando dinheiro vivo no valor total de até R$ 10 mil ou o equivalente em moeda estrangeira e cheque. Caso o viajante queira levar mais do que isso, será preciso fazer uma Declaração Eletrônica de Porte de Valores. Chamada de e-DPV, essa declaração pode ser feita de forma online e deve ser apresentada na fiscalização aduaneira na saída do país. Junto à e-DPV, o viajante deve apresentar o comprovante de aquisição da moeda estrangeira em banco autorizado ou instituição credenciada, em valor igual ou superior ao declarado. Digamos que você precise levar R$ 20 mil para um parente morando no exterior, então é preciso fazer a declaração e apresentar a documentação aos fiscais antes de embarcar.

PayPal

Tanto quem envia dinheiro, quanto quem recebe via PayPal precisa ter uma conta para a transferência ser realizada. A opção é muito usada em venda e compra de produtos, como livros, discos, acessórios etc. O pagamento é feito com o cartão de crédito internacional. O remetente brasileiro, ou seja, quem envia ou paga, vai arcar com 6,38% de IOF no cartão, além de uma taxa de 4,5% na conversão da moeda.

Fontes: Cartilha de Câmbio do Banco Central, Correios, Remessa Online, Proteste, Western Union 

*Confira a matéria completa da Época Negócios aqui.

Tags:, , , ,

Deixe um comentário

Nota: Os comentários no site refletem as opiniões de seus autores, e não necessariamente as opiniões do portal de internet NaProvence. Você deve abster-se de insultos, palavrões e expressões vulgares. Reservamo-nos o direito de excluir qualquer comentário sem aviso prévio ou explicações.

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são assinados com *