Contato : +33 (0)4 42 26 40 34 WhatsApp : +33 (0)6 09 01 49 97

Quando o roxo dá o tom: os campos de lavanda em Valensole, uma visita inesquecível.

Algue o seu carro conosco. Saiba como aqui! 

Domingo, dez horas da manhã. Pegamos a auto-estrada A51 em direção aos alpes. O termômetro marcava 29 graus. Ao longo da estrada somos acompanhados pelo rio Durance e pelo clima mediterrâneo influenciado pela montanha, responsável por verões muito quentes e secos, em um dos locais da França mais sujeitos à tempestades no fim do mês de agosto. Atingimos o nosso objetivo uma hora depois: Valensole, uma cidade antiga sobre uma colina, de onde podemos ver no alto, uma igreja em pedra e a sua fachada do século XIII. Mas o interesse desse local começa muito antes dos seus 570m de altidude, no planalto que circunda a cidade. Entre os alpes do sul e a baixa-provence, o planalto é uma zona de transição entre as duas regioes, e tem a sua força no turismo, no artesanato e na agricultura, mais precisamente na cultura da lavanda e do lavandin, planta híbrida – criada à partir da união da lavanda e do aspic. Maior e mais resistente ao calor e à seca, o lavandin é muito usado para produtos de limpeza e de higiene por causa da presença da cânfora. 60% da producão nacional sai daqui, do planalto de Valensole. 98% desses campos coloridos de roxo são de lavandin. A lavanda, muito mais exigente em relação ao clima só flore em lugares mais altos e frescos, o que corresponde a apenas 2% do território, por isso o seu perfume muito mais floral, adocicado, sutil, com propriedades calmantes, é bem mais caro. Aqui faço uma pausa.

Independente do valor de mercado de ou outro óleo essencial, ver essa paisagem em um cartão postal é uma coisa, outra muito diferente é vê-la pessoalmente. As filas feitas com as plantas redondas como grandes bolas roxas ganham terreno dos dois lados da estrada, em alguns trechos à perder de vista. Aqui e ali o roxo é intercalado pelo dourado do trigo e verde das amendoeiras e oliveiras, mas as estrelas são elas, são pelas lavandas que os turistas param os carros nos acostamentos para um momento que desperta o melhor de cada sentido. Pelas fotos você pode ter uma idéia do que estou falando, pena que não possa sentir o perfume, o barulho das abelhas, as “vuvuzelas” locais e muito menos experimentar o mel com gostinho de lavanda.

Deixo você viajar por alguns segundos, antes de convidá-lo a entrar em uma das muitas lojas espalhadas pelos quatro cantos do vale. Lá dentro, um filme é mostrado aos grupos de turistas (à partir de 15). Doze minutos para conhecer melhor os detalhes da plantação feita entre novembro e fevereiro, a colheita que acontece entre os dias 10 de julho e 10 de agosto – desde 1970, as máquinas substituíram as foices – e da destilação. Durante 40minutos a planta é “cozida“ no vapor e o resultado é o óleo condensado, que antes de ser usado ainda precisa ser separado da água floral que o acompanha. São necessários 50kg de lavandin para produzir 1L de óleo essencial e o dobro de lavanda para obter a mesma quantidade de oléo. Anotei alguns produtos derivados e os seus preços para você ter uma idéia do custo final do produto :
Agua floral – 5€
Saquinho com lavanda – 3,50€
Eau de lavande (perfume) – 9€
Três sabonetes – 5,50€
Gel douche (sabonete líquido) – 6€
Mas não esqueça: esse passeio pela Provence, é um daqueles momentos únicos, inesquecíveis, que significam muito mais do que meia dúzia de sabonetes ou almofadinhas perfumadas, por que isso pode ser comprado em qualquer época do ano. Visitar o planalto de Valensole é como descobrir a beleza pela primeira vez, beleza que ultrapassa os limites do olhar e atinge em cheio a alma.

Procurando hospedagem ? 

Clique aqui e veja com quem trabalhamos: Booking. 

A nossa assessoria é gratuita para todos os clientes que optam por se hospedar com os nossos parceiros. Além de contar com a consultoria de quem conhece e mora na Provence, você não paga mais nem um centavo por isso.

Aguardamos o seu mail caso tenha alguma dúvida de como funciona o nosso serviço: site@naprovence.com.

Tags:, , , , , , , , , , ,

14 Replies to “Quando o roxo dá o tom: os campos de lavanda em Valensole, uma visita inesquecível.”

Mom
14 julho 2010
Ai... que lindo! Fico morrendo de vontade de ver essas maravilhas. Enquanto isso, aproveito, extasiada, as suas fotos.
Grandes Beijos,
Responder
Adriana Barudi
15 julho 2010
Querida Ana, tudo bem?! Agora com esse clima maravilhoso, melhor ainda né?!
Tô aqui recordando da minha viagem ano passado, ai que delícia, Ana!!!
Adorei as fotos de Valensole!!!
E qdo voltar pra Provença, a gente irá marcar um sorvete na praça com a família, Aninha!
beijos,
Adri Barudi
PS: Quando tiver um tempinho, vem me visitar no Carrossel de Sonhos, viu?! =)
Responder
Anonymous
15 julho 2010
quais sao as exigencias para plantar uma lavanda?
ana, quando vier me traga um pezinho de lavanda.
ah! e um creme para as maos ,)
Responder
Heloísa
16 julho 2010
Ana,
Que lindo!
Ainda vou conseguir ver essa belezura.
bjs
Responder
Adriana
19 julho 2010
Olá!
Estou adorando passear virtualmente pelos lugares que você mostra no seu blog e essa série sobre o período de floração da Lavanda, está me deixando com água na boca, muita vontade de pegar um avião e ir para aí. :)
Minha cunhada acabou de casar na Espanha e eu, inspirada por ela, ando pensando em casar em algum lugar que tenha plantações de lavanda. Eu tinha pensando na Patagônia, mas olhando as suas fotos, acho que tem que ser nessa região! Estou sonhando aqui! Você teria alguma dica de igreja pequena (só para a familia e meia dúzia de amigos) ou algum outro lugar que tenha uma vista para um campo de lavanda? Sou apaixonada por Lavanda, meu casamento seria de sonho se fosse em algum lugar assim!
Obrigada,
beijos
Responder
LUCIANA
7 março 2011
Olá Adorei todas as materias do site, está me ajudando bastante na organizaçao da minha viagem, pretendo ir em 12 de junho, meu principal obetivo é ver os campos de lavanda, posso dizer que é um sonho! As imagens acima, de Valensole, foram feitas exatamente em que dia? Ficarei na regiao por 13 dias, vou conseguir ver os campos floridos? obrigada Luciana
Responder
    AnaTe
    8 março 2011
    Oi Luciana, a matéria foi publicada no dia 12 de julho (em cima de todos os textos você encontra as datas da publicação). Nem sempre e las corresponde m a data do passeio, mas nesse caso publique i o texto imediatamente. Beijos e boa viagem!
    Responder
Juliana
3 outubro 2011
Olá, achei este site enquanto procurava informações sobre a Provence. Terei 4 dias entre 23 e 26 de maio para conhecer um pouco da região. O que você sugere? Não conseguirei ver nenhum um sinal das flores de lavanda???
Responder
    AnaTe
    7 outubro 2011
    Oi Juliana, tudo bem? Normalmente as lavandas começam a florir no fim de maio, e em junho/julho elas explodem em roxo. Mas apesar de terem um periodo preciso de floraçao que dura pouco mais de três semanas, isso pode mudar de acordo com o clima de um ano para o outro. O ideal seria vir em junho, se nao for possivel torça para que faça muito calor em maio do ano que vem! Quanto ao seu roteiro: divida a sua viagem pelo Luberon, Aix-en-Provence, Arles, Les-Baux-de-Provence e Avignon. Claro que com paradas em cidades pitorescas e deliciosas como Gordes. No blog você encontra algumas dicas sobre esses lugares. Beijos e boa sorte!
    Responder
margareth
22 janeiro 2012
Olá...pretendo ir à Provence em junho deste ano, mais ou menos no dia 20. Vcs podem me indicar uma cidade da regiao onde eu possa ver os campos delavanda e me hospedar num albergue ou hostel bem econômico? Obrigada margareth
Responder
    AnaTe
    23 janeiro 2012
    Oi Margareth, tudo bem? Para ver os campos de lavanda você deve ir à Valensole ou a Sault. No Luberon você também vai encontrar pequenos campos de lavanda. Quanto ao albergue da uma olhada nesse aqui: http://www.auberge-jeunesse-aix.fr/auberge.php?id_lang=2 Um abraço e boa viagem!
    Responder
Ellen
18 junho 2017
Será que poderia verificar uma viagem de mais ou menos uma semana pela Provence e cote azur, depois do dia 20/7/201para uma pessoa
Responder
    Na Provence
    18 junho 2017
    Oi Ellen, tudo bem? Os nossos pacotes podem sair à partir de duas pessoas. Por favor, nos envie as datas que tem disponível e verificamos a possibilidade de lhe integrar em um dos grupos de 2017 ou 2018. Um abraço.
    Responder

Deixe um comentário

Nota: Os comentários no site refletem as opiniões de seus autores, e não necessariamente as opiniões do portal de internet NaProvence. Você deve abster-se de insultos, palavrões e expressões vulgares. Reservamo-nos o direito de excluir qualquer comentário sem aviso prévio ou explicações.

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são assinados com *