Contato : +33 (0)4 42 26 40 34 WhatsApp : +33 (0)6 09 01 49 97

A fonte encantada de Fontaine-du-Vaucluse

A manhã de outono se levanta preguiçosa, mas ensolarada anunciando um dia perfeito para um passeio. Pegamos o carro, saímos de Aix e depois de uma hora de estrada chegamos a uma cidadezinha onde as casas em pedras formam um cenário que adoro. Depois de estacionar o carro, pausa no departamento de turismo para pegar o mapa e algumas informações sobre o local. Aqui entre nós, o mapa é praticamente desnecessário devido ao tamanho do lugar.

Na praça de la Collonne de Pétrarque estão espalhados alguns cafés, restaurantes e um museu. Mas o que atira a atenção é o rio que corta a cidade em dois lados. As algas que se espalham pelas margens colorem a água transparente de um inacreditável verde-esmeralda. Seguir o rio até a fonte que deu nome à cidade é o nosso objetivo. Viramos a rua à direita da praça pelo caminho de la Fontaine que sobe por 600m em uma inclinação que não mata niguém e que é amenizada pela presença das lojinhas de produtos provençais.

Mais a frente, uma imensa roda de madeira que gira incansavelmente dia e noite indica a entrada do museu do papel, que mostra uma reconstituição de equipamentos usados na Idade Média e vende os produtos artesanais derivados desse trabalho. Continuamos a nossa caminhada, enquanto o rio segue o seu curso e patos se divertem nadando contra a maré.

Nesse ponto começamos a observar os imensos rochedos que abraçam o rio e onde um castelo em ruína continua a impressionar. Mais alguns passos e finalmente chegamos à fonte. Fontaine-du-Vaucluse, significa “fonte do vale fechado”. Essa fonte que dá origem ao rio Sorgue é uma das maiores da Europa. Encrustada em uma falésia com 230m, a fonte na realidade é a saída de uma série de canais subterrâneos do rio que se reúnem à neve que vai derreter depois do inverno dos montes Vantoux, do Vaucluse e da montanha do LureSereno, o lago esverdeado parece esconder sergredos que desafiam o tempo. Até hoje, ninguém sabe ao certo a profundidade do poço. O recorde foi batido em 1989: 308m. Diante de tanto mistério, o local se tornou palco de lendas, além de um local de culto como comprovam as moedas da Antiguidade e Idade Média encontradas por mergulhadores. Para quem quiser se aventurar pelas paredes rochosas da gruta, uma visita ao ecomuseu do Gouffre é aconselhada. O local recria cascadas, as estalagmites, os desenhos pré-históricos, enfim, tudo o que você precisa para ter a impressão de ser um espeleólogo e de visitar realmente uma caverna.

Depois do passeio, mais uma paradinha para visitar a igreja de Saint-Véran, onde colunas romanas são outras testemunhas do tempo em que Fontaine-du-Vaucluse existe, antes de escolher um dos restaurantes para um almoço com pratos da cozinha provençal revisitados. Um dia perfeito!

Procurando hospedagem na Provence? 

Veja com quem trabalhamos: Temporada na Provence.

Roteiro e assessoria são gratuitos para todos os clientes que optam por se hospedar com os nossos parceiros. Além de contar com a consultoria de quem conhece e mora na Provence, você não paga mais nem um centavo por isso.

Aguardamos o seu mail caso tenha alguma dúvida de como funciona o nosso serviço: site@naprovence.com.

Tags:, , ,

3 Replies to “A fonte encantada de Fontaine-du-Vaucluse”

Mirella
9 dezembro 2013
Oi Anaté! Descobri seu site hoje e estou encantada! Muito bom, parabéns :) Estou com planos de ir morar no Sul da França por mais ou menos 6 meses e seu site ja esta me ajudando e me incentivando muito! Obrigada :* Bjs
Responder

Deixe um comentário

Nota: Os comentários no site refletem as opiniões de seus autores, e não necessariamente as opiniões do portal de internet NaProvence. Você deve abster-se de insultos, palavrões e expressões vulgares. Reservamo-nos o direito de excluir qualquer comentário sem aviso prévio ou explicações.

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são assinados com *