Tel: +33 44 226 4034 • Cel: +33 60 901 4797 • Fax: +33 44 227 2862 site@naprovence.com
Horário local: 23:33 hrs • Atendimento em horário comercial (das 9:00 às 17:00 hrs)

Agência de Viagem

 
Escolha uma Página

Curso de cozinha provençal

A cozinha é um dos lugares onde passo o menor tempo possível. Sempre achei que cozinhar é um talento e eu particularmente não nasci com nenhum. Por isso fui experimentar o curso de culinária do meu parceiro Gilles – que tem talento de sobra – com muita curiosidade e um certo receio de não estar à altura do menu provençal proposto:

– tapenade (um patê com azeitonas),

– carneiro com ervas da Provence e cebolas “jovens”,

– gratinado de batata,

– tomates “à la provençale”,

– queijo de cabra do Montaiguet,

– torta de pêra com sorvete de baunilha.

P1300231

Como em todo programa para se preparar uma boa receita, começamos o nosso curso comprando os ingredientes. Na feira da praça Richelme encontramos os legumes, o alface, as pêras e os tomates – do tamanho de uma manga. Tudo bem fresquinho. Passamos para pegar o sorvete em uma doceria artesanal e o carneiro em um açougue. Tudo pronto pegamos a estrada para o que estava faltando: o queijo e o vinho. A primeira parada foi em um vinhedo da região a apenas alguns minutos de Aix, onde compramos duas garrafas: um rosé e um tinto e seguimos viagem por estradinhas de terra e com curvas até uma fazenda de cabra onde Gilles selecionou os queijos.

A essa altura já ouvia o estômago reclamar a minha atenção, mas para chegarmos ao “grand finale” ainda tínhamos um bom caminho pela frente. Chegamos na casa de Gilles, na campanha provençal, colocamos os aventais e a aventura começa. De cara a minha primeira missão foi preparar a sobremesa. Gilles dita os ingredientes e eu coloco a mão da massa. Ao meu lado, Kira, uma jovem russa e um casal de americanos recebem cada um uma tarefa. E o curso continua com explicações sobre os pratos, curiosidades – a receita do carneiro era da cozinheira de Cézanne – e muita atenção para não errar nas quantidades ditadas por Gilles em cada uma das etapas.

O grupo trabalha animado e eu me surpreendo com a simplicidade e facilidade de algumas receitas. O gratinado de batata até eu conseguiria repetir! Apenas lâminas bem fininhas de batata, sobrepostas e entre elas um fio de azeite, sal e pimenta. O cheiro do carneiro assado com as cebolas quase caramelizadas e com ervas da Provence começa a se espalhar pela casa.

P1300258

É hora de fazer a tapenade! Uma delícia salgada e que abre maravilhosamente bem qualquer refeição. Servida com pão quentinho é simplesmente um sonho!

Colhemos o basilico e as outras ervas direto na horta de Gilles e com tudo pronto nos sentamos à mesa para saborear o que foi feito. Os tomates “à provençale” estavam crocantes, o carneiro macio e bem temperado e o gratinado se desmanchava na boca. O almoço terminou com um café com calissons, o docinho tradicional de Aix e a moleza típica desses momentos deliciosos onde alimentamos muito mais do que o corpo.

O curso, os ingredientes, o queijo,  os vinhos e o transporte (do centro de Aix para o centro de Aix) estão incluídos no preço do serviço. A tarifa de um almoço provençal, por pessoa, é de 140 euros. Não há custos extras. A jornada começa às 9h30, em frente ao Office de Tourisme de Aix-en-Provence e termina no mesmo local às 15h30.

P1300267

Para viver a experiência – apenas em francês ou inglês – de um curso de cozinha com Gilles é só entrar em contato com o NaProvence: site@naprovence.com.

Procurando hospedagem ? 

Clique aqui e veja com quem trabalhamos: Booking. 

A nossa assessoria é gratuita para todos os clientes que optam por se hospedar com os nossos parceiros. Além de contar com a consultoria de quem conhece e mora na Provence, você não paga mais nem um centavo por isso.

Aguardamos o seu mail caso tenha alguma dúvida de como funciona o nosso serviço: site@naprovence.com.

 

 

Compartilhe o encanto da Provence!Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Pin on Pinterest
Pinterest
0Email this to someone
email

2 Comentários

  1. rui costa

    Se tivessem que definir cozinha provençal ou cozinhar à provençal, como o fariam? Conhecem algum site fidedigno mesmo que em francês que eu possa consulta?
    Bem haja

    Responder

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.