Contato : +33 (0)4 42 26 40 34 WhatsApp : +33 (0)6 09 01 49 97

Uma listinha que mostra como é viver “à la française” na Provence.

– Conferir o tempo na janela todos os dias antes de se arrumar.
– Tomar o café da manhã com calma em um bar lendo o jornal, uma revista, um livro…ou com as colegas de trabalho antes de pegar duro no batente lá pelas 10h, mas só de vez em quando…
– Ter 45m de intervalo de almoço e ficar na mesa colocando a conversa em dia por 1h, 1h15, 1h30, 1h45, por que ninguém é de ferro
– Não trabalhar mais do que 35 horas por semana. Trabalhar cansa e o francês tem coisa mais importante pra fazer. Curtir um vinho, por exemplo.
– Se acostumar a ver os colegas participarem de reuniões anotando tudo em um caderno. Estou até pensando em comprar um com a capa da saga Twilight. Mas como dar o sangue pelo trabalho por aqui me parece meio incoveniente vou deixar essa idéia prá lá.
– Dar e revidar uma “patada” com cara de paisagem e sorriso no rosto.
– Aprender a dar a tal “patada” sem dó, piedade, nem dor na consiência. Conhece o “tolerância zero”? Foi o francês quem inventou.
– Ter amigas espanholas, australianas, romenas, francesas, italianas e brasileiras, é claro.
– Aprender que mesmo com os amigos mais próximos não se improvisa festas, almoços, jantares, lanchinhos, nem visitas. Tudo tem que ser com data e hora marcadas.
– Comer pouco, bem e equilibrado. Fast food só em alguns fins de semana.
– Usar com frequência o azeite de oliva e as ervas de Provence.
– Fazer supermercado várias vezes por mês para ter produtos frescos e variados em casa. Com exceção das pizzas congeladas que vão garantir a sessão de cinema do domingo. Se quiser saborear uma feita no forno de pedra é bom lembrar de fazer o pedido no começo da noite ao caminhão de pizza do bairro (ela vai ficar pronta em uma hora e meia, as vezes duas). Ah! Esqueça que o Domino’s existe: eles não fazem entrega em locais distantes da sede! PS: o meu bairro fica a 6Km da loja e podemos fazer o perscurso em apenas 7min, mas por aqui isso é longeeeee.
– Não ficar doente no domingo por que as farmácias estão fechadas e só funciona uma ou outra de plantão. O revezamento é informado no jornal de sábado e se você não compra o jornal tem que ir à emergência do hospital ou esperar pela segunda de manhã. Afinal, por quê a pressa?
– Ficar contente de achar uma empregada portuguesa e depois de alguns dias lamentar que ela fala uma língua que você não compreende!
– Escolher os caminhos mais longos apenas por que são bonitos.
– Aproveitar cada minuto de sol sem medo de ser feliz.

Procurando hospedagem ? 

Clique aqui e veja com quem trabalhamos: Booking. 

A nossa assessoria é gratuita para todos os clientes que optam por se hospedar com os nossos parceiros. Além de contar com a consultoria de quem conhece e mora na Provence, você não paga mais nem um centavo por isso.

Aguardamos o seu mail caso tenha alguma dúvida de como funciona o nosso serviço: site@naprovence.com.

Tags:, ,

Deixe um comentário

Nota: Os comentários no site refletem as opiniões de seus autores, e não necessariamente as opiniões do portal de internet NaProvence. Você deve abster-se de insultos, palavrões e expressões vulgares. Reservamo-nos o direito de excluir qualquer comentário sem aviso prévio ou explicações.

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são assinados com *